Turing Machine – What Is The Meaning Of What

Nova-Iorque consegue ser amada e deixar todo mundo pra baixo com suas intervenções aleatórias, eita lugarzinho pra acontecer tragédia, a vítima no contexto do post é Jerry Fuchs o batera do Turing Machine, conhecido como o Dave Grohl do indie já que ele colaborava com 1 milhão de bandas ( !!!, Massive Attack, Juan Maclean, Maserati e vai indo) que morreu num acidente de elevador após sua jaqueta enroscar em alguma coisa quando tentou saltar do elevador de carga que estava travado entre o 4º e o 5º andar em um prédio no Brooklyn enquanto participava de um evento.

Fuchs era conhecido por sua sua habilidade impressionante conseguindo tocar metal, rock progressivo, jazz ou qualquer coisa que pedissem. Suas poderosas baquetas levaram a admiração de muitos o que fez Zwei o disco de estréia do Turing Machine destacar-se por sua energia absurda e complexidade sonora ainda que dançante algo como o Krautrock conhecendo o dance-punk.

O aguardado sucessor What Is The Meaning Of What estava em produção quando Fuchs morreu em 2008, ficando a banda num estado de suspensão com os 2 outros membros sem saber o que fazer, até resolverem recrutar Pat Mahoney baterista do LCD Soundsystem e de brinde vir vários artistas do FDA (selo de James Murphy vocalista do LCD) para colaborar e assim conseguirem terminar o disco.

O resultado foi um disco soturno, psicodélico-progressivo, hipnótico e altamente dançante que brinca com a noção de música complexa através da utilização de sons robóticos e da repetição de bases para evoluir as músicas e criar aquela sensação de clímax e resolução no final que todos nós sabemos como é legal. Uma bela despedida para um grande músico e que fará a cena indie de NY e os fãs da banda se sentirem um pouco mais em paz agora.

Ouça

Compre: Amazon

Baixe: Rapidgator

LCD Soundsystem – Sound Of Silver

Been a Long Time Since I Rock ‘n roll!

Heey Children! desculpe deixá-los na mão, mas voltamos a programação normal (assim espero), e pra saborear essa volta vamos de LCD Soundsystem.

Imagina você ser co-fundador de um selo de dance punk (DFA) sub contratada da EMI e ainda ter um projeto musical fudido? Pois esse é James Murphy, o homem responsável pelo LCD Soundsystem.

Tudo muito bom, tudo muito bem, mas realmente,  o cara fez um ultimo album fraquinho comparado aos seu antigos, emulando clássicos como Bowie e Iggy, por isso posto o que considero seu album mais consistente de todos o Sound of Silver.

Começa sarcástico. termina irônico, com letras que brincam com a melodia e argumentam com o ouvinte. Mas no fim das contas é simplesmente Dance-Punk, um ritmo absurdamente contagiante. que demanda reações da pessoa que está ouvindo,não cabendo uma audição instropectiva. A tentativa de analisar as músicas é no minimo cômica.

Você é convidado a participar da diversão da música, mas de forma menos corruptiva do que um Tick Tock on the clock Ke$ha style. É uma forma convidativa de ouvir música eletrônica, sem grandes propostas na música, a não ser a diversão por ela mesma, já falei isso anteriomente com o Gogol Bordello, mas parece que não são os únicos a praticar isso, os 2 usam caminhos diferentes para chegar ao mesmo lugar. FUN LAND!.

Gire a rodinha do volume e coloque Sound of Silver para tocar nesse feriado parcialmente conturbado pela festa da democracia.

Compre: Amazon

Baixe: Torrentdownloads

Não sabe baixar Torrents? Não tenha vergonha seu analfabeto, ninguém vai saber se você usar nossa seção de HELP

The Sounds – Dying To Say This To You / Living in America

Post de fim de semana merece dobradinha, e dessa vez trago os suecos do The Sounds para apreciação.

O  The Sounds tem um que de dance-punk com synthpop + indie swedish rock, com uma menina no vocal (Maja Ivarsson)que empolga assim que começa a cantar, experimente ouvir Tony the Beat para entender o que estou falando. A banda fez 10 anos de existência e é bem conhecida na europa, andou ganhando espaço com o movimento de bandas indies suecas dos ultimos anos.

 

 

Os Dois albums mantém uma pegada parecida, com o teclado ditando o ritmo das músicas com todo aquele clima ointentista estilo blondie e refrões grudentos, mas sem faltar o punch punk que dá a atitude ao som da música e o que diferencia do pop vazio que enche a rádio pirata (ou não) mais próxima da sua cidade. Enfim um roquenrol Bim bom como diria Tom Zé.

 

 

 

 

Ouça: Living In America / Dance With Me

 

Baixe: The Pirate Bay.se (discografia)

Compre: Amazon.com ( Living In America / Dying To Say This To You )

Por: KFZ

!!! – Myth Takes

E para hoje temos, DANCE PUNK!

!!! é uma banda de Sacramento – CA, a banda é a junção de duas bandas californianas da cena dance punk, Black Liquorice e Popesmashers, após uma tour juntos formaram o !!!. Neste momento você deve estar se perguntando “WTF is dance punk?”, eu tenho dificuldades em explicar esses rótulos improvisados, portanto, para facilitar, aqui estão algumas bandas que transitam pela cena dance punk: Radio 4, The Rapture, Death From Above 1979 e os hypados, LCD Soundsystem.

O nome !!! faz referência á um filme (The Gods Must Be Crazy) e é usualmente pronunciado Chk Chk Chk, porém pode ser pronunciado como convir ao ouvinte (Pow Pow Pow, Bang Bang Bang, etc). Assim como o nome, o som do !!! é singular e com influências estranhas. Se você quer dançar, animar-se, ou simplesmente passar as noites ao som de sintetizadores e vocais elétricos, Myth Takes é simplesmente perfeito e com um bônus, é um som de qualidade, bem produzido e com arranjos ousados. A evolução do CD não segue nenhum padrão antes tentado e as músicas a um primeiro olhar parecem desconexas, porém, com o tempo o álbum te fazer transitar por paisagens psicodélicas muito perturbadas! (em um bom sentido é claro).

Se você não têm medo de um pouco de eletronic music, chk chk chk é a dose certa…

 

Ouça: Must Be The Moon/Myth Takes

 

Compre: Amazon

Baixe: The Pirate Bay.se

Não sabe baixar Torrents? Não tenha vergonha seu analfabeto, ninguém vai saber se você usar nossa seção de HELP