Andrew Bird – Hands Of Glory (tweet post)

Pois é, o figurinha mais manjado aqui do blog soltou outro album no ano do apocalipse Maia, e como sou fã declarado do cara já fui conferir meio receoso dele não conseguir manter o excelente nível de >Break It Yourself

Aparentemente esse é o ano do Folk, não aquele indie com carinhas bonitas e um violão que marcou os anos 2000, mas aquele que flerta com o Americana do Bluegrass e o Country, que é feito pelo povo mais “caipira” da terra do Tio Sam, mas que na realidade já não é mais dona do som per se.

Mr Bird juntou sua banda e foram a um celeiro gravar Hands Of Glory e mostrou como estúdio é coisa para os fracos.

Compre: Amazon

Baixe: Kickasstorrents

Preservation Hall Jazz Band

Aproveitando que amanhã (10/09) teremos o o Bourbon Street Festival em São Paulo e eu com certeza vou dar uma passada lá, resolvi apresentar para vocês uma das bandas mais legais que vai tocar lá, o Preservation Hall Jazz Band

Originários da lendária Nova Orleans, O Preservation Hall é uma casa que está em pé desde 1800 e tralalá quando era uma taverna localizada no quarteirão francês da cidade, passando por várias mãos e acumulando histórias até virar em 1960 uma casa de jazz pelas mãos de um californiano chamado Ken Mills, que queria um lugar pra velha guarda (velha guarda já em 1960) tocar as músicas tradicionais da terra do Mardi Gras americano. Mas quem fez o nome da casa ser reconhecido pelo mundo inteiro foi um tocador de tuba que atendia por Allan Jaffe.

Allan Jaffe no fundo e ao meio com a Tuba

Um vendedor de arte chamado Larry Borenstein abriu uma galeria no local que passou a ser chamado de Preservation Hall, Jaffe começou a nomear os músicos que tocavam na casa como Preservation Hall Jazz Band e o grupo passou a excursionar pelos Estados Unidos com esse nome, com o propósito de divulgar o hall e a música tradicional de Nova Orleans, que teria sido maculada e tornado-se comercial pelo que ficou conhecido como Dixieland pelo país, um rótulo que reduzia uma rica cultura do jazz da cidade em um estilo apenas.

Hoje a banda que conta com o filho de Jaffe, Ben, continua se apresentando no Preservation Hall todas as noites possíveis e mesmo assim, invariavelmente há longas filas para se conseguir um lugar na pequena casa, mas eles também separam 150 dias para saírem em turnê e aí que temos oportunidade de vê-los aqui no nosso país, além de tocarem em festivais no mundo inteiro seja de jazz ou convites especiais como tocar para a rainha.

Então deixo aqui dois albuns sensacionais deles, o primeiro é esse da capa de 2010, Preservation – An Album To Benefit Preservation Hall & The Preservation Hall Music Outreach Program com participações de grandes nomes como Tom Waits, Andrew Bird, Dr John entre outros e The Essentials Preservation Hall um apurado de grandes clássicos de várias épocas que mostra como a banda é sensacional sem precisar de grandes nomes também.

Ouça

Compre: Preservation / Vol 1

Baixe: Essentials

btsnoop

The Dodos – Visiter

Indie Folk! um dos meus estilos favoritos, sinto como se eu fosse o Mário e tivesse achado um cogumelo vermelho, eu aumento de tamanho e tudo fica mais fácil! Por alguma razão há uma animação contagiante vinda das bandas folks, talvez pelo combo simples voz/violão que é de fácil identificação e empatia aliadas ao fato delas estarem nessa pela música (Indie) e não pra encher o orificio retal de grana, provoca o aparecimento de bandas como o The Dodos.

O que aconteceria se o The Shins se unisse ao Beirut? eles seriam uma banda um pouco pior que o The Dodos. Talvez só o Andrew Bird faça juz ao nível contagiante desse som, eles conseguem dar um show absurdo de percussão e ensinam a todos artistas wannabes como se tocar um violão, sem parecer pedante e monótono.

Um Album completo, o tipo de disco que os singles são totalmente desnecessários, porque o que realmente funciona é o circulo da audição na integra de. Chega-se ao ponto de um acorde da música iniciar o acorde da música seguinte, ou seja você vai perder detalhes que seriam as cerejas de cada canção se ouvisse-as separadamente, portanto pegue um momento para escutá-lo com aquele cuidado especial, tenho certeza que você não se arrependerá. É gratificante postar um album tão recomendável, considero o melhor achado do semestre. O caldeirão sonoro vai da curta Eyelids até a épica Joe’s Waltz, pare de perder seu tempo lendo essas recomendações mais do que óbvias, baixe e ouça logo algo realmente bom. Ciao Bambinos

Compre: Amazon
Baixe: The Piratebay

Tweet Post – Mais Do Mesmo – Andrew Bird – Swimming Hour

Pois é em tempos de falta de tempo temos que dar um “jeito” para driblar tal empecilho. Então pra não dizer que não falei das… Nevermind; Estou criando esse mais do mesmo, pra retornar a albuns de artistas já postados, ou seja Mais Do Mesmo, There And Back Again temos Andrew Bird com seu excelente Swimming Hour da época que ele assinava como Andrew Bird’s Bowl of Fire.

Compre: Amazon

Baixe: Btmon

Andrew Bird – The Mysterious Production of Eggs

Pra começar a sessão de reviews procurei não começar com um album pretensioso, mas no que será o foco das minhas resenhas: músicas boas que fujam do comum absoluto, mais do que análises, os posts serão sugestões para aqueles que estão dispostos a novas experiências músicas, do experimentalismo ao garage rock, se me agradar tem espaço aqui.

Vamos ao album então…

Andrew Bird é um cara boa pinta compositor cantor americano de Illinois que toca violino e violão além de assoviar como poucos. O album The Mysterious Production Of Eggs tem todo um clima  intimista como uma festa particular acontecendo em meio a outros acontecimentos . Bird passeia pelo jazz, pelo folk e especialmente pelo som cigano, há momentos em que o som se aproxima da sonoridade do Beirut inclusive pela voz semelhante de Zach Condon com Bird. Enfim um album muito bom que transmite leveza mas tem muita profundidade e detalhamento sonoro, os arranjos de violino sempre presentes nos trabalhos de Bird são um show a parte.

Ouça: The Happy Birthday Song / Fake Palindromes

Compre: Amazon

Baixe: Kickasstorrents

Por: KFZ