Black Alien – No Princípio Era o Verbo – Babylon by Gus, Vol. II

Parece até um delírio ouvir essas músicas, nada mais, nada menos que 10 anos de espera até seu lançamento. O “Chinese Democracy” do rap nacional agora finalmente pode ser apreciado por todos.

O Mr Niterói volta para exercer o trabalho após uma longa pausa, considerava que não tinha o que falar e a preguiça acabava falando alto também, mas ele estava mesmo é tentando arrumar a casa mentalmente e físicamente. A trajetória do cara nunca foi muito tranquila, cheio de problemas com drogas, bebedeira e depressão. Caberia uma cinebiografia desse que é um dos mais talentosos e influentes rappers brasileiros,

Quando Gustavinho Black Alien anunciou um crowdfunding para a produção e prensa da continuação do seminal Babylon By Gus Vol I em 2011, todos acreditaram que finalmente a bagaça ia sair, mas o que não faltou foram razões para novos atrasos, claramente abatido e consumido pelos hábitos nada saudáveis, ele resolveu fazer o mais sensato e se internar para tratar de seus vicios. Mesmo durante o tratamento a  composição do disco continuou, mas pra um cara acostumado a um processo criativo regado a alteradores de consciência, foi como voltar a infância e ter que aprender a andar novamente, o famoso branco virou companheiro constante do Black Alien,

Mas ainda bem que essa história tem um final feliz. O disco está aí pra provar que passo a passo, as coisas foram saindo e ele hoje, considera estar de volta muito melhor, fisicamente e mentalmente. A lucidez o fez ser mais crítico com seu próprio trabalho, seus shows agora não são mais um borrão na memória automática. Gustavo diz estar ciente de tudo em sua volta, uma clareza que lhe agrada. Ver os rostos do público felizes e reconhecer alguns dos fãs mais frequentes. Essa clareza também está refletida nas canções, mais concretas e menos metafóricas, muitas rimas servindo como terapia para ele mesmo, que busca uma mensagem positiva sem ser careta. Em meio a tanta desgraça e exemplos destrutivos, ele mesmo faz sua mea culpa, sua opinião é de que precisamos mais de heróis que não morrem de overdose para cultivar uma juventude melhor.

Baixe: onerpm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s