Moderat – II

Vasculhar a internet atrás de música é uma tarefa ingrata, Pra cada som original que conecta do jeito certo na química do seu cérebro, você ouve dezenas de som desinteressantes. Mas nada como um disco após o outro, parafraseando Mano Brown, para encontrarmos algo emocionante. Nesse caso um disco de um carinha já muito apreciado no blog, o grande Sascha Ring, ou seu nome de guerra Apparat.

Na verdade não podemos dar todos os créditos ao Apparat pois ele divide esse projeto com os produtores  Gernot Bronsert e  Sebastian Szary que juntos formam o Modeselektor um dos mais influentes duos de techno experimental do universo conhecido, resumindo são vários alemães malucos no mesmo lugar unidos em um mesmo propósito: fazer música eletrônica foda. Para isso eles deixam de lado seus projetos próprios para criar uma entidade separada com vida própria, uma almágama  do Modeselektor e o Apparat, apelidada propriamente de Moderat.

Essa colaboração mágica que foi cozinhada por anos e anos alcançou seu pico no sensacional II, um disco que possui muitos méritos, ele consegue ser acessivo e ao mesmo tempo extremamente elaborado,  extrapolando vários gêneros diferentes através de um som próprio que une o melhor da capacidade de Sascha em produzir sons e do Modeselektor em gerar beats condensadas em 11 músicas de explodir mentes, como a trágica Bad Kingdom que conta a trajetória de um homem que busca fugir das injustiças do sistema militar em que ele foi criado, se envolvendo com as artes e acaba caindo nos mesmos mecanimos cruéis que ele um dia tentou escapar, tudo isso contado através de ilustrações num videoclipe intenso.

O disco permanece cuidadosamente numa corda bamba tentando agradar o público de rave e os ouvintes mais introspectivos e o resultado não poderia ser mais satisfatório, ao ouvir a épica Milk você tem certeza que colocaram alguma coisa na sua água por que ela envolve até o cabra mais sisudo num transe profundo. Há ainda outros momentos intensos como o meio R&B meio glitch Hip-Hop de Gita e o deep house de Let In The Lighttodas com um fator replay excelente, que recompensa novas ouvidas com texturas que passam despercebidas e demonstram o elevado cuidado que a produção do disco tem.


Compre: Amazon

Baixe: The Piratebay

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s