Warsaw – pré Joy Division 1977-1978

Hoje é dia de postar uma pérola do post-punk. Hoje é dia de Warsaw, nome tirado da música Warszawa do Bowie

Todo mundo conhece ou já ouviu falar de Joy Division certo? ( você que não faz a menor idéia, por favor morra engasgado no seu mar de ignorância ou vá ler e ouvir sobre música primeiro depois você volta aqui), feito essa seleção natural, vamos voltar a falar de um album perdido que tornou-se um clássico absoluto e hoje é referência para muita gente.

Muitas semanas atrás, estava lá eu de boa assistindo meu episódio semanal de House e temos uma abertura, como sempre, sensacional. Dessa vez é um campo de treinamento para jovens que cometem delitos, uma chuva que se encaixa na categoria diluvio F7 caindo sobre os fodidos garotos (detalhe muito importante, o Chris do Everybody Hates Chris é um dos moleques) que estão sendo obrigados a atravessar o percurso de obstáculos sobre essa “chuvinha” e no fundo uma música me chama a atenção.
veja AQUI

Percussões quase que tribais acompanham um riff de guitarra bem cru com aquele efeito bem metálico, típico dos sons do final da década de 70 e um baixo bem pesado, mas soa produzido demais para ser algo antigo, pensei: “que banda foda, preciso descobrir quem toca isso.” Reviro todos os sites especializados em música de seriados e todos desatualizados, tive que esperar mais de um mês pra alguém finalmente atualizar essas joças que chamam de site e finalmente olho e vejo: LCD Soundsystem – No Love Lost. What The FUCK? penso: “deve ser um lado B bem obscuro ou algo do tipo” afinal não está em nenhum dos 3 albums oficiais.

Um google esclarece melhor as coisas e descubro que na verdade a música é de uma banda chamada Warsaw, que seria o embrião do Joy Division e que há um bootleg pré Joy-Division com gravações de demos de canções que nunca foram lançadas oficialmente e versões de clássicos como Transmission, todas com uma boa qualidade de gravação (considerando que o som é bem primitivo mesmo, afinal é um punk minimalista, mas continua sendo punk) e mostram que os caras desde o primeiro momento que empunharam seus instrumentos em um estúdio já podiam ser considerados geniais.

O Joy Division já se faz presente com a voz marcante de Ian Curtis e as linhas de baixo predominantes, entretanto o som é muito mais animalesco e menos melancólico do que os trabalhos seguintes que seriam a marca registrada do JD, como já disse o som está mais próximo de sua raiz punk do que do post-punk,  fazendo as canções soarem estranhamente contemporâneas, dá pra fazer uma lista de bandas que parecem ter roubado seu estilo desse album, experimente só pensar como isso soa com sua banda de rock alternativo/hardcore favorita.

Ouça:

Compre:Amazon

Baixe:Kickasstorrents

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s