The Killers – Hot Fuss

E na sétima posição… The Killers – Hot Fuss!!

O meu grande amigo KFZ não acha o The Killers relevante, então eu vou me esforçar nesse post de hoje, porquê não foi a irrelevância dos nossos meninos de Las Vegas, que me levou a colocar o Killers em 7. na minha relação de melhores bandas que surgiram na última década.

The Killers é uma banda de Indie Rock de Las Vegas, Nevada. Seus integrantes são Brandon Flowers (vocal e teclado), Dave Keuning (guitarra e vocal), Mark Stoermer (baixo) e Ronnie Vannuci Jr. (bateria). Brandon Flowers ainda ama os anos 80 (não é só ele, nosso amigo Julian Casablanca é fanático pelo futurismo dos anos 80), e após ser quase que expulso de sua bandinha de synthpop em Los Angeles, ligou para seu amigo Dave Keuning e colocaram juntos um anúncio para tocarem covers do Oasis, The Cure, Queen, etc. em Las Vegas, lá conheceram Mark e Ronnie e passaram a tocar, na maior parte do tempo, em shows de DragQueens, já com repertório próprio. Coisas vão acontecendo e nossos amigo acabam na playlist da BBC de Londres, nesse momento, fazem as malas, e vão para Londres onde são amados pela NME e começam a lotar shows em pubs através do boca-a-boca, voltam para os EUA e encontram um contrato da Island Def Jam os esperando.

Calma ai, banda de indie rock, drag shows, pubs = contrato com a def jam? Pois é… depois do Strokes, foi a banda mainstream mais talentosa que apareceu nos últimos anos. As letras do Killers falam da vida real, do looser, da desilusão, de nós zé manés em geral. Porém fala com o ar de falso glamour que projetamos sobre nossas vidas, sabe a pose de quem na vida real não tem nada, mas quando esta em Las Vegas…

Hot Fuss, na minha opinião, é isso, o calor da noite, da balada, da sensualidade pretenciosas dos comuns que opulam um glamour que não os pertencem, todas as noites. Smile Like You Mean It é tudo isso e On Top é a verdade, a incapacidade de manter a máscara quando se está por cima, no ato. Mas nada se compara a Somebody Told Me, o fracasso, o peso insustentável de tentar sem sucesso.

Enfim, Hot Fuss é um álbum se faixas ruins, sem faixas reptidas, toda a originalidade e alma do Brandon Flowers, e a sinceridade das noites de Las Vegas, que é como a de toda grande cidade, estão aqui, vale a pena, muito a pena.

 

Ouça: Grooveshark

Compre: Amazon

Baixe: Torrent Reactor

Não sabe baixar Torrents? Não tenha vergonha seu analfabeto, ninguém vai saber se você usar nossa seção de HELP

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s